Política de utilização de Cookies em Revista Saúda Este website utiliza cookies que asseguram funcionalidades para uma melhor navegação.
Ao continuar a navegar, está a concordar com a utilização de cookies e com os novos termos e condições de privacidade.
Aceitar
31 agosto 2018
Texto de Sónia Balasteiro Texto de Sónia Balasteiro Fotografia de Pedro Loureiro Fotografia de Pedro Loureiro

«Escrevemos em diálogo»

​​​​​​​As escritoras falam das suas outras colecções infanto-juvenis.

Tags
“Uma Aventura” é a colecção de maior sucesso de Ana Maria Magalhães e Isabel Alçada mas está longe de ser a única a conquistar os mais jovens. 

Escrevem «em diálogo», como diz Ana Maria Magalhães. Sempre juntas, escreveram também livros infantis como “A Bruxa Cartuxa”, «uma completa fantasia», como a descreve Isabel Alçada. Nesta colecção para os mais novos, uma bruxa e o seu primo Eco assumiram como missão ajudar os animais e as pessoas da Floresta dos Segredos. «Disparates, brincadeiras, para que os mais novos queiram gostar de ler», precisa a autora. 

Outra colecção juvenil com grande sucesso chama-se “Viagens no Tempo” – o nome ilustra o seu conteúdo. «É sobre um cientista que leva crianças actuais a mergulhar noutras épocas». 

A história «é um poço sem fundo», como diz Ana Maria Magalhães, e levou as escritoras a dedicar uma colecção aos Descobrimentos portugueses. «O professor Luís Albuquerque, um grande especialista, desafiou-nos a escrever um livro sobre os Descobrimentos e entusiasmámo-nos. A capa diz um bocadinho o que nós também sentimos sobre o ensino da história: tem de ter personagens», conta Isabel Alçada.

Pela mão do professor José Matoso, dedicaram ainda uma colecção à Idade Média. «Foi um trabalho fascinante. Ele trata as personagens da Idade Média por tu», entusiasma-se Ana Maria Magalhães. 

 

Para conhecer mais desta história, peça a #RevistaSaúda deste mês na sua farmácia.​
Notícias relacionadas