Política de utilização de Cookies em Revista Saúda Este website utiliza cookies que asseguram funcionalidades para uma melhor navegação.
Ao continuar a navegar, está a concordar com a utilização de cookies e com os novos termos e condições de privacidade.
Aceitar
8 novembro 2018
Texto de Irina Fernandes Texto de Irina Fernandes Fotografia de Pedro Loureiro Fotografia de Pedro Loureiro

Vacinas gratuitas nas farmácias de Loures

Projecto-piloto permite que utentes com 65 ou mais anos recebam vacina da gripe gratuitamente. 

Tags

Os utentes com 65 anos ou mais vão poder receber a vacina da gripe de forma gratuita nas farmácias de Loures, até ao final do ano. O projecto-piloto foi oficializado esta quinta-feira e descrito pela secretária de Estado da Saúde, Raquel Duarte, como uma «iniciativa de louvar» e «uma estratégia que poderá permitir tornar mais fácil e mais próxima do utente a vacinação». 

A cerimónia de assinatura do protocolo entre a Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARS-LVT), a Associação Nacional das Farmácias (ANF), Associação de Farmácias de Portugal (AFP) e Associação dos Distribuidores Farmacêuticos (ADIFA) contou ainda com a presença da directora-geral da Saúde, Graça Freitas, que explicou que «a vacinação contra a gripe é o principal método de prevenção que temos para uma doença que acontece todos os anos. Todos os meios que possam ser utilizados para facilitar o acesso dos utentes à vacinação são muito bem-vindos».

 «O valor da intervenção farmacêutica para a saúde pública é o da proximidade e a diversificação de locais para as pessoas se vacinarem. Porque o que queremos é que num período curto de tempo, antes que apareça a gripe, as pessoas se vacinem», sustentou também a responsável, que considerou que as «farmácias são um parceiro indispensável ao sistema de saúde» e «imprescindível à nossa vida, estejamos saudáveis ou doentes». ​



«Hoje em dia nós não podemos deixar as farmácias de fora da resposta que queremos dar aos utentes para que tenham mais e melhor saúde», disse ainda.

Com este projecto-piloto, que está a funcionar em 37 das 50 farmácias do concelho de Loures, até 31 de Dezembro, os utentes com 65 anos ou mais são vacinados por um profissional de saúde, em condições de segurança, sem custos e sem necessidade de receita médica. 

O presidente da ARS-LVT, Luís Pisco, destacou a aceitação positiva dos utentes ao projecto. «Das 10.000 vacinas que foram disponibilizadas para este projecto, neste momento estamos muito próximo de atingir as 5.000 administradas, o que quer dizer que 50 % do que se pretendia já foi atingido».

Já o presidente da ANF, Paulo Cleto Duarte, sublinhou que o movimento ‘Loures Tem Mais Saúde’ é «uma forma de também transpor uma visão diferente para a intervenção das farmácias no âmbito do sistema de saúde. (…) Este é um momento de celebração e da demonstração que o sistema teve em se concentrar nos problemas concretos das pessoas, o mais importante do que tudo o resto».​
Notícias relacionadas