Política de utilização de Cookies em Revista Saúda Este website utiliza cookies que asseguram funcionalidades para uma melhor navegação.
Ao continuar a navegar, está a concordar com a utilização de cookies e com os novos termos e condições de privacidade.
Aceitar
30 dezembro 2021
Texto de CEDIME Texto de CEDIME

Mais fibra

​​​​​Melhor alimentação e medicamentos de aplicação local para tratar hemorróidas.
Tags
As veias localizadas na parede da parte inferior do recto e do ânus dá-se o nome de hemorróidas. Quando estas veias dilatam (incham) originam a chamada doença hemorroidária. Esta situação é mais comum na população a partir dos 45 anos, em pessoas com diarreia frequente ou obstipação (prisão de ventre), durante ou após a gravidez. Podem, igualmente, surgir a pessoas que permanecem sentadas por longos períodos de tempo, em resultado de esforços físicos (por exemplo, levantar objectos pesados) e/ou a quem precisa de conter frequentemente a vontade de evacuar. As manifestações comuns da doença hemorroidária são:

• Sangramento do ânus sem dor
• Comichão ou dor na zona anal
• Hemorróidas salientes à volta do ânus
• Sensação de evacuação incompleta na zona rectal

Tenho os sintomas descritos, e agora?
A doença hemorroidária é uma situação comum e, embora não cause problemas de saúde graves, provocam desconforto. O médico avalia se existe doença através de um exame físico. Há algumas medidas que deve adoptar para ajudar no tratamento:

• Evitar que as fezes sejam demasiado duras, já que podem provocar sangramento e fissuras (fendas) no ânus ao evacuar. Para tal:
• Aumentar a ingestão de fibra (20 a 35 g por dia), consumindo mais frutas e vegetais.
• Se as alterações à dieta não forem suficientes para evitar a obstipação, pode recorrer a laxantes. Para escolher o mais adequado, aconselhe-se com o seu médico ou farmacêutico.
• Fazer o   chamado “banho de assento”.
Coloque a região afectada em água morna durante dez a 15 minutos por dia. O “banho” melhora a circulação sanguínea e ajuda a relaxar os músculos da zona.
• Existem vários produtos de aplicação local. Consulte o seu médico ou farmacêutico para a escolha dos mais adequados ao seu caso.

Esta é uma condição comum e com várias opções de tratamento disponíveis.
Notícias relacionadas