Política de utilização de Cookies em Revista Saúda Este website utiliza cookies que asseguram funcionalidades para uma melhor navegação.
Ao continuar a navegar, está a concordar com a utilização de cookies e com os novos termos e condições de privacidade.
Aceitar
29 outubro 2021
Texto de Ana Maria Nunes Ferreira (farmacêutica) Texto de Ana Maria Nunes Ferreira (farmacêutica)

Farmácia do Inverno

​​​​​​Reforçar o sistema imunitário é apostar na prevenção.​

Tags
Podemos entender o sistema imunitário como uma realidade complexa que pro tege o organismo de agressões externas, nomeadamente agentes patogénicos, como vírus, bactérias e fungos, e agentes ambientais como os pólenes, o frio e as variações de temperatura.

Um sistema imunitário competente depende de factores individuais, como a alimentação, a prática desportiva, o stress, desgaste físico ou estados de convalescença.

Vamos entrar no Inverno, o frio e as variações de temperatura diminuem as nossas defesas, e surgem as constipações, as gripes e os transtor- nos gastrointestinais, muito comuns nesta época do ano.

Para enfrentar melhor as doenças mais fre- quentes no Inverno, podemos recorrer a suple- mentos que ajudam o sistema imunitário, não só no combate à doença, mas também na prevenção. 

Na sua farmácia pode encontrar: 

  • Suplementos vitamínicos e minerais nem sempre presentes na alimentação em quantidades desejáveis para o bom funcionamento do sistema imunitário. Os mais habituais incluem: vitaminas C, D, B, zinco, selénio, magnésio. 
  • Suplementos fitoterápicos, que reforçam os processos de fagocitose do sistema imunitário: equinácea, astrágalo, salgueiro, aloé, geleia real. 
  • Suplementos probióticos, que actuam ao nível da flora intestinal, muito úteis nos transtornos gastrointestinais e na prevenção de infecções virais. ​
  • Suplementos homeopáticos, muito usados na prevenção de afecções respiratórias e na modulação da resposta imunitária. 

Estas categorias de suplementos estão dis- poníveis per se ou combinadas, de forma a po- tenciar a acção preventiva ou curativa, e devem ser aconselhadas de acordo com o perfil tera​pêutico do utente.

O que se pretende é aproveitar a bonita épo- ca de Inverno sem chegar à doença grave.

Este Inverno aposte mais na prevenção, aconselhe-se com o seu farmacêutico sobre o que melhor se adapta a si e à sua situação.
Notícias relacionadas