Política de utilização de Cookies em Revista Saúda Este website utiliza cookies que asseguram funcionalidades para uma melhor navegação.
Ao continuar a navegar, está a concordar com a utilização de cookies e com os novos termos e condições de privacidade.
Aceitar
4 janeiro 2019
Texto de Hugo Rodrigues (Pediatra) Texto de Hugo Rodrigues (Pediatra)

Pieira da época

​​​​​​​​​​​​A maioria das bronquiolites pode resolver-se em casa.
Tags
​Começa por uma infecção respiratória superior, com secreções nasais e tosse. Vai progredindo em três a quatro dias. Segue-se dificuldade respiratória e um barulho típico ao respirar – a pieira – espécie de assobio que se ouve durante a saída de ar dos pulmões e se deve ao estreitamento das vias respiratórias. Pode haver febre e é frequente alguma dificuldade na alimentação. 

A bronquiolite é uma inflamação da parte terminal do aparelho respiratório (os bronquíolos). É uma causa frequente de recurso aos serviços de urgência e internamentos em pediatria durante o Inverno. 

Atinge crianças pequenas, abaixo dos dois anos de idade e é causada por vírus respiratórios. O diagnóstico faz-se com os sintomas e na observação médica, que revela algumas particularidades na auscultação. Na maioria dos casos não é necessário fazer qualquer tipo de análise ou exame, excepto quando se suspeita de alguma complicação. 

Apesar de ser uma situação que causa alguma ansiedade aos pais, a bronquiolite não tem propriamente tratamento. Uma vez que é uma infecção vírica não precisa de antibiótico, estando indicado apenas o alívio dos sintomas. Deve--se dar oxigénio nos casos em que os níveis estão baixos no sangue e ajudar na respiração com uma boa higiene nasal. Outros medicamentos, tais como os broncodilatadores (em nebulização ou câmara expansora), não estão indicados, salvo em situações particulares e sempre sob prescrição médica. 

A maior parte destas situações é tratada em casa. Há alguns casos que necessitam de internamento, como: 

  • Bebés com menos de três meses de idade 
  • Dificuldade respiratória significativa 
  • Níveis baixos de oxigénio no sangue 
  • Incapacidade de manter a alimentação 


DOR DE BARRIGA 
(Crislaine Souza Gomes) 
A minha filha tem dois anos e dez meses e tem bronquite asmática. Além disso, chora muito ao fazer cocó. Queixa- -se de dor de barriga. O médico diz que a dor pode ser da força que faz para respirar. 
A dor de barriga pode ter duas causas: as crises de asma e a prisão de ventre. As crises podem causar dor pelo esforço muscular dos abdominais para ajudar a vencer a dificuldade respiratória, que vão ficar cansados e começam a doer. Quanto à prisão de ventre, é uma das causas frequentes de dor de barriga em crianças. Em ambos os casos, aconselhava a falar com o seu médico para optimizar o tratamento dessas situações.

LOMBRIGAS 
[Pedro Vilas] 
O meu filho de seis anos foi operado à garganta e ao nariz. Como tinha de comer tudo líquido ao início, a comida normal não conseguia sair do corpo. Nas urgências receitaram um laxante pediátrico mas continuava sem conseguir fazer. Coloquei um gel e ele conseguiu. Mais tarde saiu o resto do gel juntamente com uma lombriga. Será que a prisão de ventre tem a ver com lombrigas? 
Se teve essa eliminação de uma lombriga tem de fazer um desparasitante. Pode ser a causa da prisão de ventre, embora não seja um sintoma muito frequente nessas situações. De qualquer forma, o mais sensato seria tratar, para ver se melhora. E posteriormente tratar a prisão de ventre, caso se mantenha. 


Pergunte ao pediatra:
O dr. Hugo Rodrigues responde.
Notícias relacionadas
Links relacionados