Política de utilização de Cookies em Revista Saúda Este website utiliza cookies que asseguram funcionalidades para uma melhor navegação.
Ao continuar a navegar, está a concordar com a utilização de cookies e com os novos termos e condições de privacidade.
Aceitar
26 novembro 2019
Texto de Sandra Costa Texto de Sandra Costa

Programa Abem premiado

​​​​​​​​Valor do prémio permite integrar mais 350 pessoas na Rede Solidária do Medicamento.

Tags
O Programa Abem: Rede Solidária do Medicamento foi distinguido na 10.ª edição do Prémio Manuel António da Mota, atribuído pela fundação criada pelo empresário e filantropo português. O valor do prémio será integralmente aplicado no programa e vai permitir que mais 350 pessoas acedam gratuitamente a medicamentos com prescrição médica, durante um ano.

O programa foi também um dos três vencedores do concurso de Boas Práticas de Envelhecimento Activo e Saudável na região Centro, que distingue projectos que contribuem para melhorar cuidados de saúde orientados para os idosos. Trata-se de uma iniciativa da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro, em colaboração com o consórcio Ageing@Coimbra. 

Para Maria de Belém Roseira, estes prémios acrescentam notoriedade à Associação Dignitude e sublinham a necessidade do Programa Abem em Portugal. «O caminho só pode ser aprofundar e alargar a sua abrangência, que terá de continuar com competência, determinação, segurança e transparência, apoiado pela generosidade da sociedade civil», afirmou a embaixadora da associação.

Promovido pela Associação Dignitude, o Programa Abem visa garantir o acesso a medicamentos com prescrição médica por qualquer cidadão em Portugal cuja situação de carência económica o impeça de comprar os medicamentos de que precisa. Em Outubro passado, o programa apoiava 6.284 famílias de 136 concelhos de Portugal.​
Notícias relacionadas