Política de utilização de Cookies em Revista Saúda Este website utiliza cookies que asseguram funcionalidades para uma melhor navegação.
Ao continuar a navegar, está a concordar com a utilização de cookies e com os novos termos e condições de privacidade.
Aceitar
21 maio 2018
Texto de Carlos Enes Texto de Carlos Enes Fotografia de DR Fotografia de DR

Farmácias: a maior bancada de Portugal

​​​Farmácias de todo o país lançam movimento de apoio à Selecção Nacional.

Tags
A Igreja Matriz de Castelo de Vide estava cheia como um ovo. Os adultos olhavam uns para os outros com o ar cúmplice das crianças quando estão a tramar alguma. Entre sorrisos, lá mantiveram a compostura até o celebrante anunciar a Ressurreição de Cristo.
- Aleluia! Aleluia!



Foi aí que se levantou um coro de sinos, campânulas e chocalhos de animais, que toda a gente levara para a missa. A ‘chocalhada’ de Páscoa é uma tradição improvável, não só num templo religioso como em qualquer canto de Portugal. Não somos conhecidos por ser assim, tão alegres. Este ano, o antigo ritual acolheu uma novidade. O farmacêutico André Barrigas, que é presidente da Assembleia Municipal, assistiu à missa com a bata vestida.
- Está de serviço, doutor?

Quando começou a ‘chocalhada’, André ergueu o cachecol da Selecção Nacional de Futebol, como se estivesse num estádio. Agora sim, a situação deixou de ser surpreendente apenas para forasteiros, para deixar os locais de boca aberta.

Depois, a ‘chocalhada’ saiu em procissão para a rua, numa algazarra que se ouvia do Alpalhão a Portalegre. À frente do povo, de hábito franciscano e cachecol oferecido pelo farmacêutico, o Padre Melícias exultava de alegria:
- Viva a Selecção Nacional, que é a alegria do povo!

Pode o engenheiro Fernando Santos ir para a Rússia com fé no título, que a equipa está abençoada. As farmácias de todo o continente e ilhas estão a organizar um grande movimento nacional de apoio à campanha da Rússia. Como a rede de serviços de saúde mais bem distribuída pelo território chega a todo o lado, desta vez nenhum português ficará fora da festa.
- As farmácias são a maior bancada de Portugal.
Notícias relacionadas