Política de utilização de Cookies em Revista Saúda Este website utiliza cookies que asseguram funcionalidades para uma melhor navegação.
Ao continuar a navegar, está a concordar com a utilização de cookies e com os novos termos e condições de privacidade.
Aceitar
4 setembro 2020

Alerta: piolhos

​​​​​​Saiba como actuar.

Tags
O regresso à escola é, por vezes, acompanhado do aparecimento de hospedeiros indesejáveis na cabeça das crianças. Brincadeiras demasiado próximas com os colegas, partilha de objectos pessoais como chapéus ou acessórios para o cabelo, abraços apertados, são gestos que fazem parte do dia-a-dia das crianças e são a melhor forma de transmissão dos piolhos.

«MÃE, TENHO COMICHÃO NA CABEÇA»
Aos primeiros sinais de comichão, principalmente na nuca e atrás das orelhas é importante investigar a presença destes parasitas. Os piolhos, de cor acastanhada e dimensões reduzidas, passeiam no couro cabeludo. Já as lêndeas (ovos depositados pelos piolhos adultos) são esbranquiçadas e fixam-se nos fios de cabelo, sendo mais difíceis de remover.

ACABAR DE VEZ COM LÊNDEAS E PIOLHOS
  • Se confirmar a presença de lêndeas e piolhos, deve avançar para o tratamento adequado:
  • Existem diversas apresentações na farmácia: champô, loção ou spray.
  • Por norma, deve repetir o tratamento cerca de sete a dez dias depois.
  • Aplique o produto de acordo com as recomendações fornecidas na embalagem.
  • Passe um pente de dentes finos, apropriado para o efeito, madeixa a madeixa, para remover os piolhos e as lêndeas.
  • Enxague e lave bem o cabelo. No final, pode voltar a passar o pente para remover piolhos que tenham ficado esquecidos.

AQUI NÃO ENTRAM
Adopte os seguintes cuidados:
  • Ensine às crianças que não devem trocar ou partilhar objectos como chapéus, gorros e acessórios de cabelo.
  • Passe semanalmente o pente de dentes finos pelo cabelo do seu filho, para despiste precoce de uma eventual infestação.
  • Caso tenha detectado piolhos, lave toda a roupa dos últimos dois dias (incluindo roupa da cama, toalhas de banho, peluches) a mais de 60ºC. Os objectos que não possam ser lavados devem ser desinfectados com álcool ou colocados em quarentena num saco fechado durante uma a duas semanas.
  • Se o seu filho tiver piolhos, informe a escola e os contactos próximos, para evitar que se mantenham cadeias de contágio.
Notícias relacionadas