Política de utilização de Cookies em Revista Saúda Este website utiliza cookies que asseguram funcionalidades para uma melhor navegação.
Ao continuar a navegar, está a concordar com a utilização de cookies e com os novos termos e condições de privacidade.
Aceitar

Problemas comuns na amamentação: Mastite

A mastite é uma inflamação da mama, que pode evoluir para uma infeção. Ocorre, normalmente, nas primeiras seis semanas após o parto, mas pode também ocorrer em qualquer outra altura do período de amamentação.

Quais são as causas?

  • Ducto (canal por onde passa o leite) bloqueado. Isto ocorre com frequência quando há acumulação de leite na mama, devido a: longos períodos entre amamentações, diminuição do número de amamentações, posição inadequada do bebé durante a amamentação e roupa apertada na zona do peito;
  • Situação infeciosa. O leite acumulado, a consequente resposta inflamatória e as fissuras nos mamilos podem favorecer a instalação de uma infeção, causada por bactérias que se encontram à superfície da pele. Mas não se alarme, pode continuar a amamentar sem riscos, pois as propriedades antibacterianas do leite ajudam a proteger o bebé da infeção.

Sintomas e sinais de alerta:

  • Área da mama dorida, inchada e com sensação de calor ao toque;
  • Vermelhidão da mama;
  • Mal-estar, febre e calafrios (em caso de infeção);

Geralmente, a mastite ocorre apenas numa mama, mas também se pode desenvolver em ambas.

Tratamento: é essencial consultar um médico, principalmente na mastite infeciosa, onde o acompanhamento deve ser imediato. Adicionalmente, a mãe deve manter a amamentação, exceto por indicação expressa do médico em contrário.

Como pode prevenir?

  • Certificando-se de que o seu bebé se encontra uma posição adequada durante a amamentação;
  • Não interrompa a amamentação, deixe que seja o bebé a fazê-lo;
  • Mantenha uma amamentação regular, sem longos períodos entre as amamentações;
  • Evite roupas apertadas (incluindo sutiãs) que comprimam o peito.