Política de utilização de Cookies em Revista Saúda Este website utiliza cookies que asseguram funcionalidades para uma melhor navegação.
Ao continuar a navegar, está a concordar com a utilização de cookies e com os novos termos e condições de privacidade.
Aceitar

Epinefrina, Adrenalina? O que faz a “caneta” que salva vidas?

É sabido que o organismo reage, por vezes, a determinadas substâncias de forma exagerada, levando à manifestação de reações alérgicas.

Uma reação alérgica varia consoante a pessoa. Isto significa que não existe uma lista daquilo a que podemos ser alérgicos e não significa que alguém, por nunca ter apresentado uma reação alérgica, não venha a desenvolver uma alergia mais tarde. Algumas das causas mais comuns de alergia são:

  • Alergia a alimentos:
    • Leite;
    • Ovos;
    • Peixe;
    • Amendoim;
    • Frutos secos;
    • Crustáceos;
    • Alguns aditivos alimentares.
  • Medicamentos: anti-inflamatórios, anestésicos, antibióticos, entre outros;
  • Veneno de abelha e vespa.

Em algumas pessoas esta reação alérgica pode assumir a forma de choque anafilático ou anafilaxia. Trata-se de uma reação grave do organismo, que pode dar origem a dificuldades respiratórias, perda de consciência e, se não for tratada, levar até à morte. Caracteriza-se por:

  • Comichão e urticária;
  • Inchaço nos lábios, língua e pálpebras;
  • Dificuldade em respirar;
  • Náuseas, vómitos e dor abdominal intensa.

É nestas situações que a epinefrina, (substância normalmente conhecida como adrenalina), pode salvar uma vida. Esta hormona aumenta a pressão arterial e aumenta os níveis de glucose no sangue, sendo naturalmente libertada como uma resposta para preparar o corpo para uma reação rápida, em momentos de stress. Mas então, que influência tem num choque anafilático?

A epinefrina, aumenta a pressão arterial através de uma constrição (estreitamento) dos vasos sanguíneos e, normaliza a respiração relaxando os músculos dos pulmões. Adicionalmente, aumenta a frequência cardíaca e reduz o edema (inchaço) que se pode formar no rosto e lábios devido à reação alérgica. Tem uma ação rápida e eficaz e, por isso, é responsável por salvar inúmeras vidas ao reverter o choque anafilático.

Qualquer pessoa que seja gravemente alérgica, desencadeando um choque anafilático, deve, por motivos de segurança, trazer consigo uma caneta de epinefrina, prescrita pelo médico após a avaliação da situação. Esta injeção deve ser administrada o mais rapidamente possível. Se traz consigo uma caneta de epinefrina, ou alguém próximo de si o faz, assegure-se que sabe utilizá-la corretamente.

Informe-se com o seu médico ou farmacêutico.