Política de utilização de Cookies em Revista Saúda Este website utiliza cookies que asseguram funcionalidades para uma melhor navegação.
Ao continuar a navegar, está a concordar com a utilização de cookies e com os novos termos e condições de privacidade.
Aceitar

Melasma, cloasma ou pano?

São diversos nomes que ouvimos, mas no fundo significam quase o mesmo: manchas na pele.

 

O melasma não é mais do que um tipo de hiperpigmentação, termo técnico que designa as manchas castanhas ou castanho-acinzentadas que aparecem no rosto, mais frequentemente na testa, bochechas, nariz e queixo. Estas manchas são mais frequentemente nas mulheres e surgem, muitas vezes, durante a gravidez. Nesta altura assumem o nome de cloasma ou “pano”.

 

Mas o que causa estas manchas?

A hiperpigmentação é causada pelo excesso de produção do pigmento que dá cor à nossa pele – a melanina – por parte das células que a produzem (melanócitos). Embora não exista uma causa concreta alguns fatores parecem favorecer o aparecimento destas manchas nomeadamente:

  • Exposição solar – acredita-se que é o fator causal com maior importância;
  • Alterações hormonais (gravidez, toma de contracetivos orais ou terapêutica hormonal de substituição);
  • Predisposição familiar.

A melhor forma de combater o melasma é a prevenção:

  • Utilize, no rosto, um protetor solar com fator de proteção muito elevado (SPF 50) e renove a aplicação a cada duas horas ou sempre que se molhar;
  • Evite fazer esfoliações demasiado agressivas, principalmente antes da exposição solar.

No entanto, por vezes, estas mancham teimam em surgir e nesse caso podem ser utilizados produtos de cosmética com propriedades despigmentantes. Neste caso a ajuda da sua Farmácia para selecionar um produto adequado para si é fundamental e o seu farmacêutico, após avaliar o seu caso, pode mesmo recomendar uma consulta com o dermatologista caso se justifique.