Política de utilização de Cookies em Revista Saúda Este website utiliza cookies que asseguram funcionalidades para uma melhor navegação.
Ao continuar a navegar, está a concordar com a utilização de cookies e com os novos termos e condições de privacidade.
Aceitar

Cortar comprimidos? Posso ou não fazê-lo?

Regra geral os comprimidos não devem ser cortados ao meio. Porquê?

 

Alguns comprimidos são de libertação modificada, quer isto dizer que, a velocidade de libertação da substância ativa (que faz efeito) é modificada consoante a zona do organismo onde deve ser absorvida. Ao partir este tipo de comprimidos está a afetar o seu modo de atuação. Outra razão para evitar esta prática deve-se ao facto de nem sempre ser possível garantir que, ao partir o comprimido, está a tomar a dose correta do medicamento pois, além de, normalmente, se perder uma parte do comprimido durante o corte, as duas metades podem não ter exatamente e mesma quantidade de medicamento.

No entanto, uma regra geral tem sempre exceções e por vezes são prescritas doses de medicamentos que obrigam a que este corte seja feito. Geralmente isto apenas acontece quando a dose que o médico considera necessária para o seu tratamento não existe no mercado ou quando identifica necessidade de realizar uma diminuição ou aumento gradual da dose do fármaco.

Assim sendo, uma vez que este corte nestas situações é inevitável, sendo mais benéfico fazê-lo do que não tomar corretamente a medicação, como proceder para minimizar qualquer possível risco para a sua saúde?

  1. Verifique se o comprimido tem revestimento ou é de libertação modificada ou prolongada, nesses casos não deve ser partido salvo indicação expressa do médico. Normalmente os comprimidos passíveis de serem partidos apresentam uma linha ao meio. Informe-se com o seu médico ou farmacêutico se tiver dúvidas.
  2. Utilize sempre um cortador próprio, disponível na sua Farmácia, evitando o uso de facas, tesouras ou lâminas. Além de ser mais perigoso, torna-se mais difícil garantir um corte homogéneo.
  3. Não armazene metades para mais do que a toma seguinte. O corte dos comprimidos pode comprometer a sua estabilidade devido à exposição ao ar, calor ou humidade, pelo que, não deve cortar vários comprimidos para facilitar futuras tomas.