Política de utilização de Cookies em Revista Saúda Este website utiliza cookies que asseguram funcionalidades para uma melhor navegação.
Ao continuar a navegar, está a concordar com a utilização de cookies e com os novos termos e condições de privacidade.
Aceitar

Osteoporose, ossos frágeis

Nesta doença o que acontece é que ocorre uma perda acentuada de densidade óssea e os ossos ficam mais porosos, logo menos resistentes ao esforço.

 

A osteoporose é a chamada a doença silenciosa, porque evolui lentamente, quase sem sintomas. Até que um traumatismo, por vezes mínimo, origina uma fratura – mais comuns no punho, vértebras ou na anca (colo do fémur) – pondo em evidência a fragilidade dos ossos.

Pode acontecer a homens e mulheres, mas estas são mais suscetíveis devido ao declínio hormonal que ocorre na menopausa. A idade é também um fator de risco, pois o envelhecimento deixa os ossos mais finos e fracos. No entanto, a osteoporose não é uma consequência inevitável dos anos: se ao longo da vida foram tomadas as medidas adequadas de prevenção, é possível envelhecer com um risco mínimo de fratura.

Medidas preventivas:

  • Alimentação saudável rica em cálcio:

O leite e os seus derivados (por exemplo, queijo ou iogurte) são os alimentos mais ricos em cálcio presentes na nossa alimentação.

Outros alimentos que também possuem uma grande quantidade de cálcio são os legumes verdes (por exemplo: espinafres e brócolos) e alguns cereais, frutos secos e peixes.

O cálcio dos lacticínios é mais facilmente absorvido pelo nosso organismo do que o cálcio de outros alimentos, pelo que o leite e derivados devem ser considerados os nossos principais fornecedores de cálcio.

  • Exposição solar regular

Outro fator importante na prevenção da osteoporose é a vitamina D: sintetizada ao nível da pele a partir da exposição solar, 30 minutos por dia permite produzir a quantidade suficiente de vitamina D para assegurar a deposição de cálcio nos ossos.

  • Prática Regular de Atividade Física

O exercício físico é também indispensável: caminhar, correr, dançar e subir escadas ajudam a manter os ossos sãos.

  • Álcool e Tabaco

O tabaco e o álcool devem ser evitados. Porquê? O tabaco inibe a absorção do cálcio e o álcool parece acelerar a perda de massa óssea, além de que o seu consumo excessivo aumenta o risco de quedas.

Estes são hábitos saudáveis a adotar em qualquer altura da vida, mesmo quando a osteoporose já foi diagnosticada: é que uma fratura tem um custo muito elevado em termos de incapacidade, dependência e sofrimento. Esteja atento à saúde dos seus ossos. Conheça os fatores de risco que pode modificar e adote hábitos de vida saudáveis:

 

Fatores de risco para osteoporose

Não modificáveis                              Modificáveis

Sexo feminino                                   Dieta pobre em cálcio

Idade superior a 65 anos               Consumo excessivo de álcool

Raça caucásica ou asiática             Tabagismo

História familiar de fratura           Vida sedentária

Pequena estatura                             Doenças (ex. hipertiroidismo)

Magreza excessiva                           Fármacos (ex. cortisona)

Imobilização

Menopausa precoce

 

Lei também: “Osteoporose-pela saúde dos seus ossos