Política de utilização de Cookies em Revista Saúda Este website utiliza cookies que asseguram funcionalidades para uma melhor navegação.
Ao continuar a navegar, está a concordar com a utilização de cookies e com os novos termos e condições de privacidade.
Aceitar

Rosto e beleza: como cuidar da sua pele

Cuidar da pele, limpando-a, hidratando-a e protegendo-a, deve ser um hábito diário e dirigido a todo o corpo.

 

Por ser mais vulnerável, a pele do rosto requer um cuidado particular. Afinal, está mais exposta aos fatores ambientais –  calor, frio, fumo, radiação solar, poluição, etc. – e é também nela que os efeitos do envelhecimento – genético ou precoce – são mais visíveis.

Além disso, em cada rosto há zonas distintas em que a pele apresenta características próprias e requer cuidados específicos:

Testa, nariz e queixo: é a região central do rosto, a denominada “zona T”, sendo habitualmente uma zona com maior produção de sebo;

Maçãs do rosto: É a análise das características da pele desta zona, em conjunto com as características da “zona T”, que permite diferenciar os diversos tipos de pele: normal/mista, seca, oleosa, mista com tendência seca ou mista com tendência oleosa;

Contorno dos olhos: a pele é três vezes mais fina e mais pobre em substâncias gordas, sendo das zonas mais sensíveis do rosto;

Lábios: trata-se de uma mucosa, pelo que a pele é isenta de gordura, ficando seca com facilidade;

Pescoço: a sua pele é fina e com pouca gordura, ficando flácida e enrugada com mais facilidade, até porque sofre com a movimentação constante da cabeça.

 

O grau de oleosidade serve de indicador à definição dos diferentes tipos de pele. A cada tipo devem corresponder cuidados e produtos próprios de modo a manter a pele equilibrada e saudável.

  • Pele normal/mista- Apresenta um aspeto saudável e equilibrado, sendo ligeiramente mais seca na zona das maçãs do rosto e com uma oleosidade ligeira na zona T (testa, nariz e queixo). Deve ser limpa, tonificada e hidratada diariamente com produtos transversais (nem muito cremosos nem muito matificantes/fluidos), beneficiando de uma máscara hidratante e de um esfoliante uma a duas vezes por mês;
  • Pele seca -Apresenta uma produção de sebo diminuída – substância oleosa produzida pelas glândulas sebáceas –ficando, assim, com um aspeto mais seco, sendo especialmente comum com o avançar da idade. É muito fina, baça, apresentando descamação e e poros fechados. Deve ser limpa com um leite de limpeza, hidratada todos os dias com um creme rico, altamente nutritivo, e beneficia de uma máscara de hidratação uma vez por semana;
  • Pele oleosa -Apresenta uma elevada oleosidade devido à produção excessiva de sebo, principalmente na zona T, sendo mais frequente durante a puberdade e no sexo masculino. É visivelmente brilhante, com poros dilatados e imperfeições, devendo ser limpa de manhã e à noite com um gel purificante ou água micelar e tonificada com uma loção adstringente, para reduzir os poros dilatados. A hidratação deve ser feita com fluidos matificantes e beneficia de uma máscara desincrustante ou de um esfoliante duas vezes por semana.

 

Independentemente do tipo, há alguns cuidados básicos a manter com o rosto para manter uma pele saudável:

  • Limpar -A limpeza diária com produtos adequados é fundamental para eliminar todos os vestígios de impurezas, células mortas e excesso de sebo, garantindo ainda uma maior eficácia dos produtos de hidratação/correção por conseguirem mais facilmente penetrar na pele. Devem ser utilizados de manhã e/ou à noite, no rosto e pescoço. Dependendo da formulação, devem ser aplicados com a ponta dos dedos ou com um disco de algodão e, de acordo com as especificações do produto devem, ou não, ser retirados com água;
  • Tonificar – Após a limpeza, aplica-se uma loção tonificante, necessária para equilibrar o pH da pele e prepará-la para o creme hidratante (de dia e de noite);
  • Hidratar – A pele tem diferentes necessidades de dia e de noite, pelo que devem ser utilizados produtos distintos: o creme de dia deixa a pele mais lisa e com aspeto saudável, reforçando as suas defesas naturais e corrigindo imperfeições (excesso de oleosidade ou falta de hidratação), devendo ser aplicado em todo o rosto (sem esquecer o pescoço), enquanto o creme de noite regenera a pele, deixando-a com mais vitalidade. Preferencialmente, o creme de dia deve apresentar um FPS (Fator de Proteção Solar) de 30 ou 50, contudo nem todos os hidratantes apresentam um FPS tão elevado, sendo assim, aconselhado o uso de um protetor solar adequado antes do creme de dia, de modo a proteger a pele eficazmente. É igualmente importante a ingestão abundante de água. Uma pele hidratada é uma pele mais flexível, mais macia e naturalmente mais saudável.

A ação destes produtos deve ser reforçada, regularmente, com a ajuda de outros cuidados intensivos, que atuam em profundidade e preparam a pele para uma maior eficácia do cuidado hidratante. Por exemplo, no caso da pele madura, deve ser utilizado um sérum antienvelhecimento, indicado para ajudar a atenuar as rugas e/ou a flacidez.

Idade à parte, todos os rostos devem ser protegidos da exposição solar. Muitos dos cosméticos já incluem um fator de proteção solar, mas é sempre útil complementá-los com um protetor adequado ao tipo de pele do rosto.

Afinal, o sol é uma das causas do envelhecimento cutâneo precoce…

O rosto é o nosso cartão de visita: cuide bem dele e terá um rosto mais bonito, e saudável, claro!