Política de utilização de Cookies em Revista Saúda Este website utiliza cookies que asseguram funcionalidades para uma melhor navegação.
Ao continuar a navegar, está a concordar com a utilização de cookies e com os novos termos e condições de privacidade.
Aceitar

Dermatite da fralda: causas frequentes

Tal como o banho, também a hora da mudança da fralda é muito importante para o bem-estar do bebé.

 

A dermatite da fralda é um dos problemas cutâneos mais comuns na infância, podendo afetar qualquer criança, em qualquer zona da pele que contacte diretamente com a fralda. De facto, estima-se que a dermatite da fralda, ou o conhecido rabinho assado, afete 1 em cada 3 bebés, sobretudo entre os 9 e os 12 meses de idade.

O aparecimento de eritema (vermelhidão) é um dos primeiros sinais de que a pele está irritada: ganha um tom avermelhado e torna-se quente ao toque.

Diversos fatores podem contribuir para que a pele do rabinho do bebé fique irritada:

  • A própria fralda: a fricção da fralda contra a pele do bebé, por vezes, pode ser o suficiente para causar irritação na pele. Adicionalmente, o uso de fralda e/ou roupa muito apertada pode provocar mais atrito e consequentemente irritar a pele;
  • Contacto prolongado com a urina e as fezes: as bactérias naturalmente presentes nas fezes produzem urease, uma substância que, em conjunto com a urina, contribui para o aumento do pH no interior da fralda. Este aumento do pH pode ativar a protease e a lipase, outras substâncias presentes nas fezes que irritam e danificam a pele;
  • A dieta do bebé: a alimentação do bebé pode interferir com as características das suas fezes, o que, como descrito, por vezes, pode contribuir para irritar e danificar a pele do rabinho. A introdução de novos alimentos na dieta também pode contribuir para esta situação. Por exemplo, quando o bebé começa a comer dieta sólida, as suas fezes mudam, o que, em alguns casos, também pode deixar a pele desta zona mais irritada;
  • Toma de certos medicamentos, como os antibióticos por exemplo, que, por um lado, podem aumentar a probabilidade de diarreia, e, por outro, podem perturbar o equilíbrio da pele, deixando-a vulnerável à ação de microrganismos como algumas bactérias e fungos;
  • Alguns produtos utilizados na higiene do bebé, como toalhitas que contenham álcool na sua composição, ou alguns tipos de loções, óleos e até mesmo fraldas. Aconselhe-se na sua Farmácia sobre os produtos mais adequados para o seu bebé.

Mas existem gestos simples, a aplicar no dia a dia, que permitem evitar a dermatite da fralda ou até mesmo resolvê-la, contribuindo para manter a pele do rabinho suave e saudável.

Caso tenha dúvidas sobre este problema, dirija-se à sua Farmácia, lá encontrará profissionais de saúde disponíveis para ajudar.