Política de utilização de Cookies em Revista Saúda Este website utiliza cookies que asseguram funcionalidades para uma melhor navegação.
Ao continuar a navegar, está a concordar com a utilização de cookies e com os novos termos e condições de privacidade.
Aceitar

Nas férias, leve os seus medicamentos consigo!

Em viagem, não se esqueça de incluir os medicamentos na bagagem. Será meio caminho andado para umas férias sem sobressaltos para a sua saúde.

Comece por identificar as principais situações a salvaguardar, inerentes a cada viagem. Estes cuidados são particularmente importantes se tem alguma doença crónica ou se está a fazer algum tratamento. Qualquer tratamento, salvo indicação médica em contrário, não deve ser interrompido, nem nas férias, independentemente do destino.

Assim, no que diz respeito aos medicamentos que toma habitualmente, não se esqueça:

  • Leve uma quantidade superior à quantidade necessária,para o caso de ficar mais dias do que os previstos no destino;
  • Verifique os prazos de validade dos medicamentos – assegure-se que se mantêm dentro do prazo até ao final da viagem;
  • Leve consigo uma receita médica com os nomes das substâncias ativas (constituintes) dos medicamentos, doses, formas farmacêuticas e modo de toma;
  • Tenha consigo uma declaração médica que ateste a necessidade dos medicamentosque transporta, idealmente, traduzida em inglês ou na língua do país de destino;
  • Transporte os medicamentos na embalagem original(facilita a identificação) e devidamente acondicionados, para evitar que se deteriorem;
  • Se viajar de avião, transporte os medicamentos na bagagem de mão: assim, tem acesso a eles durante a viagem, evitando que sofram a ação das temperaturas extremas do porão e que se percam em caso de extravio da bagagem;
  • Tenha em atenção a temperatura de conservação: os medicamentos que tenham de ser guardados no frio (2-8º C) devem ser transportados num saco isotérmico refrigerado. Do mesmo modo, evite expô-los a temperaturas superiores a 25-30ºC. Assim, se viajar de carro, não deixe os medicamentos no interior da viatura, particularmente na mala ou no porta-luvas;
  • Mantenha sempre os medicamentos num espaço fresco e seco (a casa de banho e a cozinha não são locais adequados);
  • Se vai atravessar diversos fusos horários, mantenha o horário regular de toma dos medicamentos. Ao chegar ao destino, ajuste o horário de toma. Aconselhe-se com o seu médico ou farmacêutico sobre a melhor forma de fazer este ajuste.

Leve ainda consigo medicamentos que ajudem no alívio de outras afeções comuns nas férias, como alergia, azia, diarreia, enjoo, febre, queimadura solar e prurido (comichão) ou dor devido à picada de inseto.