Política de utilização de Cookies em Revista Saúda Este website utiliza cookies que asseguram funcionalidades para uma melhor navegação.
Ao continuar a navegar, está a concordar com a utilização de cookies e com os novos termos e condições de privacidade.
Aceitar

O sal na alimentação

 A OMS recomenda não ingerir mais do que 2 g de sódio (5g de cloreto de sódio) por dia. Cerca de 75% do sal é adicionado durante a produção e processamento dos alimentos. A melhor forma de garantir que não ultrapassa a quantidade recomendada é moderar o consumo de produtos salgados, como produtos de charcutaria, aperitivos e alimentos enlatados, e a adição de sal na culinária.

 

Segundo as recentes orientações da OMS o aumento da pressão arterial, e consequente risco de  doença cardiovascular ou renal, está associado a uma dieta rica em sal e pobre em potássio Recomenda-se que os adultos consumam menos de 2 g de sódio e mais de 3,51 g de potássio por dia.

Para reduzir o consumo de sal, há algumas sugestões práticas que pode adotar:

1 –  É importante consultar a informação que consta nos rótulos. O valor apresentado pode referir o teor de sódio por 100g de alimento, pelo que, para obter o teor de sal (cloreto de sódio) multiplica-se por 2,5: Sal (cloreto de sódio) = sódio x 2,5. Considera-se um valor aceitável 0,3 – 1,5 g cloreto de sódio/100g para cada produto.

2 – Diminua a quantidade de sal que adiciona durante a confeção dos alimentos;

3 – Não leve o saleiro para a mesa, assim evita adicionar sal fino aos pratos já cozinhados;

4 – Uma alternativa ao sal, será colocar ervas aromáticas (preferencialmente frescas) para conferir sabor aos alimentos;

5 – Deixe a carne e o peixe a marinar com temperos sem sal, antes de os confecionar. Deste modo, o sabor será mais intenso e não sentirá tanta necessidade de adicionar sal;

6 – Evite consumir alimentos com elevado teor em sal, tais como produtos de charcutaria, sopas instantâneas; caldos concentrados; alimentos enlatados; molhos; queijos; refeições congeladas prontas a consumir; margarinas, manteiga e outras gorduras para barrar com sal; batatas fritas de pacote e outros aperitivos salgados

O importante é não esquecer que ao longo das várias refeições do dia se vão somando pitadas a mais de sal, a começar pelo mais básico dos alimentos, o pão. Há, pois, que mudar hábitos e zelar pela saúde sem perder o prazer de saborear um prato bem temperado.