Política de utilização de Cookies em Revista Saúda Este website utiliza cookies que asseguram funcionalidades para uma melhor navegação.
Ao continuar a navegar, está a concordar com a utilização de cookies e com os novos termos e condições de privacidade.
Aceitar

Sopa: o alimento perfeito!

Segundo a OMS, a ingestão diária de 400g de hortofrutícolas diminui o risco de desenvolvimento de diversas doenças crónicas não transmissíveis, tais como doenças cardiovasculares, cancro, diabetes e obesidade.

 

A sopa é uma forma simples de assegurar a ingestão desta quantidade diária e de diversificar o consumo dos hortofrutícolas ao longo da semana, pelo que deve fazer parte de uma refeição completa e equilibrada, estando associada a grandes benefícios:

1 – Disponibiliza um elevado teor de vitaminas, minerais, fibra e água;

2 – Não desperdiça a água da cozedura;

3 – Possui baixa densidade energética – permite o controlo eficaz da ingestão total de energia em indivíduos que estejam a tentar manter ou perder peso (deve-se evitar a adição de batata, tubérculos, arroz e massa);

4 – Promove aumento da saciedade, controla o apetite, controla os níveis de colesterol e glicemia sanguíneos e melhora o trânsito intestinal.

Como tal, a refeição deve sempre iniciar-se com um prato de sopa de legumes ou até mesmo ser composta unicamente pela sopa, desde que se adicione leguminosas, peixe e/ou carne.

A sopa é ainda  uma boa opção para os idosos que apresentem falta de apetite ou dificuldade de mastigação/digestão e, muitas vezes, é o único meio de ingestão de hortícolas nas crianças.

Sendo um prato versátil, fácil de adaptar ao gosto individual, e apresentando elevada densidade nutricional e baixa densidade energética, deve ser parte integrante de uma alimentação saudável. A sopa é, sem dúvida, um alimento perfeito, que deve ser valorizado e o seu consumo adotado como um hábito diário.

Saiba mais, junto do seu farmacêutico!