Política de utilização de Cookies em Revista Saúda Este website utiliza cookies que asseguram funcionalidades para uma melhor navegação.
Ao continuar a navegar, está a concordar com a utilização de cookies e com os novos termos e condições de privacidade.
Aceitar

As necessidades nutricionais e os hidratos de carbono

Qualquer atividade realizada pelo organismo, necessita de energia.

 

Essa energia que se expressa habitualmente em kilocalorias, vulgarmente denominadas calorias, provém dos hidratos de carbono (4 kcal/g), das proteínas (4 kcal/g) e das gorduras (9 kcal/g).

O valor médio de energia aconselhado para adultos saudáveis varia geralmente entre as 1800 e as 2500 calorias, dependendo do estilo de vida de cada um. Nas mulheres, é desaconselhado adotar um plano alimentar que forneça menos de 1200 calorias; nos homens, não deve ser inferior a 1500 calorias. Abaixo destes valores as necessidades nutricionais fundamentais podem não estar asseguradas, com consequências negativas para a saúde.

Os hidratos de carbono devem ser a principal fonte de energia. Segundo as recomendações da OMS/FAO, 55 a 75% da energia necessária ao longo do dia deverá ser proveniente dos hidratos de carbono, 15 a 30% da gordura e 10 a 15% da proteínas.
Desta forma, se o indivíduo tiver, por exemplo, um consumo alimentar diário com valor energético total de 1500 kcal e a contribuição de 15% de proteínas, 30% de gordura e 55% de hidratos de carbono implica que deve ingerir, aproximadamente, 56 g em proteínas (cerca de 225 kcal), 206 g de hidratos de carbono (cerca de 825 kcal) e 50 g de gordura (cerca de 450 kcal).

Quer saber mais? Fale com o seu farmacêutico!