Política de utilização de Cookies em Revista Saúda Este website utiliza cookies que asseguram funcionalidades para uma melhor navegação.
Ao continuar a navegar, está a concordar com a utilização de cookies e com os novos termos e condições de privacidade.
Aceitar

Diagnósticos à Nascença – Teste do Pezinho

Existem doenças graves, clinicamente difíceis de diagnosticar, que, se diagnosticadas precocemente podem ter um tratamento mais eficaz.

 

Atualmente, no nosso país, este diagnóstico corresponde ao Programa Nacional de Diagnóstico Precoce (PNDP), através do conhecido Teste do Pezinho.

Este é um teste que rastreia (isto é, deteta) várias doenças congénitas, nomeadamente as doenças em que a criança não consegue utilizar determinadas substâncias que fazem parte da sua alimentação e que, em excesso, são tóxicas para o organismo.

Agora que já sabemos porque é importante fazer o Teste do Pezinho, importa responder a três outras questões: Onde? Quando? Como?

Os pais só são contactados pela Unidade de Saúde Familiar mais próxima ou diretamente pelo INSA caso os resultados do teste não sejam normais, ou se houver necessidade de o repetir. Este contacto é realizado, em média, entre os 10 e os 15 dias de vida do bebé. Resultados normais poderão ser consultados online, cerca de 4 semanas após a realização do teste, no websitehttp://www.diagnosticoprecoce.org/. Em caso de dúvida, os pais podem ainda contactar o INSA, através dos contactos divulgados no website.

O Teste do Pezinho não é de carácter obrigatório, mas é um programa que abrange todos os recém-nascidos. Deve, pois, ser encarado como uma mais-valia, já que, se as doenças que deteta forem descobertas precocemente, há menor probabilidade de interferirem na saúde e qualidade de vida do bebé.