Política de utilização de Cookies em Revista Saúda Este website utiliza cookies que asseguram funcionalidades para uma melhor navegação.
Ao continuar a navegar, está a concordar com a utilização de cookies e com os novos termos e condições de privacidade.
Aceitar
31 julho 2020
Texto de Irina Fernandes Texto de Irina Fernandes

Fazer a diferença

​O novo livro do pediatra Hugo Rodrigues responde a dúvidas da gravidez aos dois anos de vida do bebé.

Tags
O som do bater do coração do feto anuncia uma nova vida e nesse momento surgem as primeiras dúvidas e medos. O bebé está a desenvolver-se normalmente? Até que idade se deve amamentar? Como introduzir novos alimentos? O banho é diário? Quantas horas precisa de dormir? A pensar nestas e noutras questões, o pediatra Hugo Rodrigues escreveu “O Livro do Seu Bebé – Os Primeiros 1000 Dias”.
 
Este tempo corresponde aos nove meses de duração média de uma gravidez mais os dois primeiros anos de vida. «Os primeiros 1.000 dias de vida são uma altura crucial no desenvolvimento e crescimento de um bebé. Não são só um começo, são um começo em que se pode fazer toda a diferença», garante o pediatra.

Este período determina muito o que o bebé vai ser na idade adulta. Em termos clínicos, pode vigiar-se a probabilidade de desenvolver obesidade, doenças cardíacas, alergias, doenças auto-imunes.

Hugo Rodrigues escreve ainda sobre os cuidados a ter na gravidez e as diferentes etapas de desenvolvimento de acordo com as idades do bebé. O nascimento, a linguagem, a alimentação e amamentação, sono, higiene são algumas das temáticas em destaque. 

A alimentação encabeça a lista de assuntos que desassossegam os cuidadores, afiança o especialista. «Numa fase inicial, a alimentação/amamentação é a grande preocupação» porque se vai repercutir no crescimento físico do bebé. 

O livro dedica espaço às doenças características desta idade e apresenta conselhos práticos aos pais, identificando-os em subcategorias: Porque surge?; O que fazer?; Medicação; Quando procurar ajuda médica?

O pediatra sublinha que a maior parte das doenças pediátricas não são graves, mas aconselha a saber reconhecer «cada sintoma e cada sinal de alarme da doença». Em muitas situações, os sintomas das doenças são mecanismos de defesa do organismo, como a febre, a tosse ou os vómitos.

Saber esperar é muito importante e, «na maior parte das vezes, o tempo é nosso aliado e ajuda a resolver».

Para um futuro risonho e uma melhor protecção do bebé, Hugo Rodrigues reforça a importância da vacinação no crescimento e desenvolvimento ao longo de toda a vida. «Não devemos ter medo de dizer que todas as crianças devem ser vacinadas. A vacinação é dos maiores avanços médicos. Não vacinar é um risco desnecessário», afirma.

«O conhecimento é uma arma poderosíssima, mas mais importante são as escolhas que se fazem baseadas nele». O pediatra evoca as palavras do cantor e compositor canadiano Raffi Cavoukian, popular pelas suas músicas infantis, para deixar uma mensagem de esperança e resiliência aos pais: «Se mudarmos o início da história, mudamos toda a história». 


Contos infantis

"O Livro Mágico do Avô João" é o primeiro livro de histórias infantis de Hugo Rodrigues. «Foi um desafio lançado pela Porto Editora, ao qual acedi sem hesitação». O pediatra confessa que já tinha vontade de o escrever há algum tempo, até porque sempre gostou muito de contar
e inventar histórias para os filhos.

«A ideia foi pegar em situações e temas que nem sempre são fáceis de abordar por parte dos pais e, numa mistura entre Hugo-pai e Hugo-pediatra, transformá-los num momento mágico e acolhedor de um almoço semanal de quatro primos na casa dos avós. E o resto são histórias...».


Notícias relacionadas