Política de utilização de Cookies em Revista Saúda Este website utiliza cookies que asseguram funcionalidades para uma melhor navegação.
Ao continuar a navegar, está a concordar com a utilização de cookies e com os novos termos e condições de privacidade.
Aceitar

Conjuntivite: prevenir e tratar

“Conjuntivite” é o nome dado à inflamação da conjuntiva (membrana que reveste parte do olho). Os tipos mais comuns são a conjuntivite infecciosa (causada por bactérias, vírus ou fungos) e a conjuntivite alérgica (causada por alergénios, isto é, por substâncias que desencadeiam uma reação alérgica).

 

As manifestações podem afetar um ou ambos os olhos, sendo as mais comuns a vermelhidão e o lacrimejar, juntamente com a libertação de secreções (formando as conhecidas remelas). Quem tem conjuntivite alérgica pode apresentar também prurido (comichão).


Como evitar conjuntivites?

Não é fácil, contudo, alguns gestos podem ajudar a diminuir o risco de desenvolver uma conjuntivite, como por exemplo a higiene regular das mãos e evitar esfregar os olhos. Indivíduos que são suscetíveis (sensíveis) a determinados alergénios (como o pólen, os ácaros ou o pelo de certos animais) e que desenvolvem conjuntivite alérgica devem evitar expor-se aos mesmos pois, embora seja esta o tipo de conjuntivite mais recorrente, não é contagiosa.

Quem tem conjuntivite infeciosa deve ainda controlar a sua transmissão e prevenir uma reinfeção:

– Utilize toalhas limpas diariamente;

– Mude a roupa de cama regularmente;

– Lave as mãos com frequência;

– Desfaça-se do seu rímel, eyeliner, corretor de olheiras e outros produtos para olhos já abertos e utilizados durante a infeção;

– Não partilhe toalhas, cosméticos nem outros acessórios de rosto.

 

Qual o tratamento para a conjuntivite?

Com vista a aliviar o desconforto ocular pode utilizar um colírio lubrificante. Para além disso, adote os seguintes comportamentos:

  • Evite a exposição direta da visão à luz e ao sol;
  • Diminua a exposição a agentes irritantes, como o fumo do tabaco;
  • Evite nadar em lagos ou piscinas;
  • Molhe uma compressa em água fria, torça-a para retirar o excesso, seguidamente feche os olhos e coloque-a delicadamente sobre as pálpebras. Se a inflamação afetar apenas um dos olhos não deve tocar com a compressa no outro;
  • Caso utilize lentes de contacto o mais provável é que tenha que desfazer-se das mesmas (bem como do seu estojo e solução de limpeza) e que só possa voltar a utilizar lentes quando estiver recuperado. Se utilizar lentes de contacto não descartáveis é fundamental que as lave cuidadosamente todos os dias.

Dependendo da causa, o médico poderá ainda receitar um antibiótico, um antivírico e/ou um anti-histamínico (antialérgico).

A conjuntivite pode afetar qualquer pessoa e a maioria das vezes não é grave, contudo, muito ocasionalmente, pode comprometer a visão. Não hesite em pedir aconselhamento na sua Farmácia ou em procurar o auxílio do seu médico.