Política de utilização de Cookies em Revista Saúda Este website utiliza cookies que asseguram funcionalidades para uma melhor navegação.
Ao continuar a navegar, está a concordar com a utilização de cookies e com os novos termos e condições de privacidade.
Aceitar

O que é o Crómio?

O crómio é um mineral essencial ao funcionamento do nosso organismo obtido através da alimentação.

 

Para que serve?

As funções biológicas do crómio estão intimamente relacionadas com as funções da insulina (hormona produzida pelo nosso organismo que regula os níveis de açúcar no sangue). A insulina tem um papel importante no metabolismo dos hidratos de carbono, proteínas e gorduras, e no funcionamento da hormona de crescimento promovendo o crescimento e desenvolvimento dos tecidos e órgãos. O crómio não substitui a insulina nem estimula o organismo a produzir maiores quantidades, mas potencia a sua ação fazendo com que atue de forma mais efetiva. A relação entre o crómio e a insulina no organismo ainda não está claramente definida. No entanto, sabe-se que, por potenciar a ação da insulina, o crómio está associado ao normal metabolismo dos hidratos de carbono, proteínas e gorduras.

Onde podemos encontrar este mineral? 

As principais fontes de crómio incluem:

  • carne e gordura animal;
  • peixe;
  • açúcar mascavado;
  • café e chá;
  • fígado de vitela;
  • pão de trigo e centeio;
  • levedura de cerveja;
  • alimentos enlatados, devido à libertação de crómio da lata.

Embora alguns estudos sugiram que os níveis de crómio presentes no nosso organismo podem diminuir com a idade, as quantidades de crómio necessárias ao funcionamento do organismo são muito reduzidas.

Quais os sinais e sintomas de falta de crómio?

A deficiência de crómio é rara, no entanto, quando ocorre, deve-se a:

  • malnutrição;
  • gravidez;
  • stress;
  • nutrição parenteral total (NPT) efetuada por tempo prolongado (nutrição feita por via diferente da gastrointestinal que se destina a substituir a alimentação normal de certos doentes).

Os sintomas, por norma, surgem apenas em situações extremas, podendo existir uma deficiência deste mineral sem manifestações ou efeitos. Neste caso, a toma de suplementos com crómio pode ser benéfica.

Quando surgem, os sintomas incluem a intolerância à glucose, perda de peso e encefalopatia metabólica (doença no cérebro).

Os suplementos alimentares existentes com este mineral são, essencialmente, utilizados no controlo da diabetes tipo 1 e 2, devido à contribuição do crómio na manutenção dos níveis normais de glicemia e no normal metabolismo dos hidratos de carbono, proteínas e gorduras. É, por isso, muitas vezes indicado, por exemplo, no controlo da obesidade.

É importante não esquecer que é essencial seguir um regime alimentar variado e equilibrado, através de uma alimentação saudável, para garantir as necessidades nutricionais do organismo. Na sua farmácia pode encontrar profissionais de saúde sempre disponíveis para esclarecer as suas dúvidas.