Política de utilização de Cookies em Revista Saúda Este website utiliza cookies que asseguram funcionalidades para uma melhor navegação.
Ao continuar a navegar, está a concordar com a utilização de cookies e com os novos termos e condições de privacidade.
Aceitar

Coma melhor! Mexa-se mais!

Diga adeus às dietas “milagrosas”.

 

Não acredite em soluções ou dietas “milagrosas” que garantem oferecer soluções instantâneas para perder peso e ficar em forma. Na perda de peso, o mais importante é apostar numa alimentação saudável e na prática regular de atividade física. Esta é a estratégia ideal que o conduzirá à perda de peso e, numa segunda fase, à manutenção do peso adequado.

Vejamos porquê: todos os alimentos que ingerimos fornecem calorias que funcionam como combustível para o organismo, sendo transformados em energia. Normalmente, essas calorias são semelhantes às que gastamos diariamente. Contudo, nos dias em que cometemos mais excessos, a quantidade de calorias ingeridas é superior, acumulando-se sob a forma de gordura no corpo.

O truque está, portanto, numa mudança do estilo de vida.

No primeiro prato desta balança está a alimentação. Não se trata necessariamente de comer menos, mas de comer melhor e fazer as escolhas mais acertadas:

  • Não salte refeições. As refeições devem ser distribuídas ao longo do dia (não fique mais de 3,5 horas sem comer);
  • Dê preferência à ingestão de peixe, carne de aves, coelho, frutas e produtos hortícolas e leguminosas;
  • Evite gorduras saturadas e alimentos processados. Prefira alimentos com pouca ou nenhuma gordura (cozidos, estufados e grelhados em vez de fritos);
  • Reduza o consumo de açúcar e sal e modere o de café e álcool.

Podem existir situações (obesidade) em que é recomendada uma dieta mais específica, de acordo com as orientações e acompanhamento do seu médico ou nutricionista.

No outro prato da balança está a atividade física regular. O ginásio é a opção mais tradicional, mas não é a única. O quotidiano está cheio de oportunidades para se manter ativo:

  • Opte pelas escadas em vez do elevador;
  • Deixe o carro a um quarteirão do local de trabalho;
  • Caminhe à hora de almoço e passeie depois do jantar;
  • Use uma bicicleta fixa para pedalar enquanto vê televisão.

Qualquer pequena mudança é favorável. Afinal, o que custa é começar!

Lembre-se, na luta contra a balança, todos os casos são diferentes e devem ser tratados como tal. Por exemplo, a perda de meio a 1 Kg por semana pode ser pouco para uns, mas suficiente para outros.

Para um aconselhamento mais adaptado às suas necessidades e estilo de vida, consulte o seu farmacêutico!