Política de utilização de Cookies em ANF Este website utiliza cookies que asseguram funcionalidades para uma melhor navegação.
Ao continuar a navegar, está a concordar com a utilização de cookies e com os novos termos e condições de privacidade.
Aceitar
1 abril 2017
  Saúde
Texto de Sónia Balasteiro Fotografia de Pedro Loureiro Fotografia de Pedro Loureiro Texto de Sónia Balasteiro
Uma vida normal

​​​​​​​Francisca frequenta a escola regular.

Tags mais populares
Heróis Saúda Exclusivo online Revista Saúda #18 Vídeo
Francisca já era mãe de dois meninos quando ficou grávida pela terceira vez. Tinha a pequena Francisca seis meses quando ficou grávida de Rita. Isso acabou por fazer com que a menina, portadora de trissomia 21, não crescesse numa redoma. «Tive a sorte de ela não ser o único foco. Isso fez com que ela crescesse de uma maneira mais despachada», conta a mãe. 

«Acho que tenho sido ajudada por tanta gente, desde as educadoras, a professora primária, absolutamente extraordinária, para quem nada é um problema e para tudo há solução», continua Francisca. A menina frequenta o sistema regular de ensino, numa turma «absolutamente normal». ​

 


Nunca sentiu discriminação, garante a mãe. «Sempre foi convidada para as festas, sempre foi… nunca tive motivo de queixa ou qualquer tipo de discriminação. Ela anda nas guias. Nunca houve uma hesitação sobre aceitá-la, ou sobre como deviam lidar com ela num acampamento. Vai acampar, lá vai ela com a sua mochila toda despachada com a irmã e vai até mais entusiasmada do que a irmã muitas vezes». 
Notícias relacionadas