Política de utilização de Cookies em ANF Este website utiliza cookies que asseguram funcionalidades para uma melhor navegação.
Ao continuar a navegar, está a concordar com a utilização de cookies e com os novos termos e condições de privacidade.
Aceitar
5 agosto 2016
  Ambiente
Texto de Jaime Pina (médico) Texto de Jaime Pina (médico)
Um gás perigoso

​​​​​​​​O ozono é importante nas camadas altas da atmosfera para a contenção da radiação solar ultravioleta, mas é nocivo para a saúde quando respiramos.

​O mundo está cada vez mais poluído, não obstante continuarmos a usar como principal fonte de energia os combustíveis fósseis. Estes libertam substâncias poluentes, como os óxidos de carbono e de azoto, e compostos orgânicos voláteis, os quais, quando a radiação solar actua sobre eles, libertam um gás nocivo, sem cheiro ou cor: o ozono.

Este é um problema que adquire maior dimensão nas grandes cidades e regiões industrializadas, sobretudo nos dias mais quentes e secos, com maiores níveis de radiação solar.
 

Efeitos sobre a saúde

Todas as pessoas reagem a elevadas concentrações de ozono. Mas há grupos de risco: crianças, idosos e doentes com problemas cardiorrespiratórios (asmáticos, pessoas com DPOC – doença pulmonar obstrutiva crónica – e todos os insuficientes respiratórios).

Dor de cabeça, cansaço, irritação ocular (conjuntivite), nasal (rinite), faríngea (faringite), infecções respiratórias, episódios de asma, agudizações de DPOC e descompensação cardiorrespiratória contam-se entre os problemas provocados por este gás. A exposição está associada a deterioração da função respiratória, e os seus picos de concentração a excesso de episódios de urgência hospitalar e de mortalidade – mortes prematuras devido ao ozono.


Medidas de protecção

Mantenha-se informado acerca dos níveis de ozono na sua região

Se for possível, saia da região poluída nos períodos mais críticos

Se puder usar máscara de protecção respiratória, não hesite

Evite sair de casa nos períodos de maior intensidade de trânsito

Mantenha as janelas de casa fechadas nas horas mais intensas

Ventile a casa nos períodos de menor circulação de viaturas

Não pratique exercício físico no exterior quando o tráfego for mais intenso

Evite outros factores de risco, como fumar ou manipular produtos tóxicos (gasolina, tintas, vernizes, etc.)

Ingira mais líquidos do que costuma fazer.

Se for doente respiratório, respeite os tratamentos médicos

Recorra aos cuidados de saúde caso haja agravamento de queixas respiratórias
Notícias relacionadas
Links relacionados