Política de utilização de Cookies em Revista Saúda Este website utiliza cookies que asseguram funcionalidades para uma melhor navegação.
Ao continuar a navegar, está a concordar com a utilização de cookies e com os novos termos e condições de privacidade.
Aceitar
3 junho 2017
Texto de CEDIME Texto de CEDIME

Salvar vidas

​​​​​A vacinação é um direito e um dever.

Tags
As vacinas são substâncias que têm por objectivo ensinar o organismo a reconhecer e defender-se de agentes agressores, sejam vírus ou bactérias.

São compostas por partículas desses agressores, sempre na forma atenuada (enfraquecida) ou inactivada (morta), de modo a que, uma vez administradas, estimulem a produção de anticorpos específicos. Assim, na eventualidade de um ataque por um destes microrganismos, a reacção do sistema imunitário será ajustada ao agente agressor e, logo, mais eficaz.

As vacinas têm uma função preventiva. Ou seja, não causam doenças, mas também não as curam. Antes evitam o desenvolvimento de doenças ou aligeiram o seu impacto e sintomas caso, mesmo assim, venham a ocorrer.

O objectivo do Programa Nacional de Vacinação é proteger de doenças que podem, em alguns casos, ter complicações graves e ser mortais, como o sarampo, a difteria, a poliomielite ou a tosse convulsa.

Para que a protecção imunitária se torne uma realidade o mais cedo possível, os esquemas de vacinação começam logo na infância. Aliás, e conforme recorda a Direcção-Geral da Saúde na campanha “Vacinas para a vida”, no caso da tosse convulsa, os bebés beneficiam desta protecção logo no útero das mães.

A taxa de cobertura vacinal no nosso país é superior a 95%, o que significa que, para além dos benefícios pessoais, há benefícios colectivos, já que uma cobertura elevada impede que algumas patologias se espalhem na comunidade, promovendo a sua erradicação. Foi o que aconteceu com a varíola, em 1980.

Isto significa, igualmente, que uma pessoa não vacinada não representa um risco apenas para si mesma, mas também para os outros, já que faz aumentar a probabilidade de transmissão da doença.

Sabia que…
… Antes da vacinação, as doenças infecciosas eram a principal causa de morte na infância?
…O custo das vacinas é muitas vezes inferior aos custos do tratamento das doenças e das suas complicações?
…Para eliminar uma doença, como, por exemplo, o sarampo, de uma determinada zona ou país, se estima que seja necessária uma cobertura de pelo menos 95% da população?
Notícias relacionadas