Política de utilização de Cookies em ANF Este website utiliza cookies que asseguram funcionalidades para uma melhor navegação.
Ao continuar a navegar, está a concordar com a utilização de cookies e com os novos termos e condições de privacidade.
Aceitar
14 janeiro 2017
Texto de Maria do Céu Santo (Ginecologista e obstetra) Texto de Maria do Céu Santo (Ginecologista e obstetra)
Regresso ao desejo

​A seguir ao parto, só custa recomeçar. Depois o sexo volta a ser fantástico.​

O parto é um momento mágico na vida da mulher, em que o bebé virtual, imaginado e observado em ecografia, se torna real. Nem tudo é tão fácil como parecia, as hormonas nesta fase parece que só dificultam. No período pós-parto, há diminuição do desejo (libido) por alterações hormonais, principalmente a prolactina (hormona do leite) e os anovolatórios (pílula), sem esquecer o cansaço, já que as 'pilhas' do bebé não acabam à noite. 



*  Durante a gravidez, verifica-se uma alteração da curvatura natural da coluna, que nesta fase ainda não retomou a sua posição correcta, podendo referir formigueiros (parestesias) nas mãos e nos pés, pelo que é aconselhável ALONGAMENTOS, por exemplo espreguiçar-se várias vezes por dia.

*1 Resumidamente, os EXERCÍCIOS DE KEGEL consistem em contrair os músculos do períneo (pavimento pélvico) várias vezes por dia. De modo a torná-los mais eficazes, é aconselhável a utilização das bolinhas de Ben-wa ou Kegel, que, para além de fortalecerem a musculatura pélvica, aumentam também a libido por estimulação da vagina. Como utilizar: 1) higiene íntima; 2) aplicar lubrificante nas bolinhas e na vulva; 3) introduzir as bolinhas na vagina; 4) contrair os músculos do períneo (vagina e vulva) de forma a impedir a saída das bolas.

*2 Inicialmente, é melhor utilizar LUBRIFICANTE À BASE DE ÁGUA e após "fazer amor", se tiver sensação de dermatite de contacto – conhecido por "assado" – pode recorrer ao creme do bebé. Lembre-se que quanto menos vezes tiver relações mais irá prolongar a sensação de incómodo ou dor. Como esteve várias semanas sem fazer amor, a mucosa vaginal está mais fragilizada e precisa de ser "utilizada" para voltar à resistência normal.

*3 Cerca de 50% das mulheres têm uma certa depressão pós-parto (baby blues), com tendência a IMPLICAR COM A SOGRA E COM O MARIDO. Quando tal situação acontecer, pode, por exemplo, ausentar-se para ir à casa de banho, respirar fundo e, quando voltar, peça desculpa e diga que é das hormonas.

*4 Quando o parceiro chegar a casa, "FAÇAM AMOR" e depois jantem tranquilamente. Depois das 22h geralmente não tem força nem para "puxar o lençol" e torna-se uma sessão de ginástica.

*5 Deixar o bebé com alguém em quem confie para poderem NAMORAR TRANQUILAMENTE, sem interrupções constantes, como pôr a chupeta, dar o leite ou mudar a fralda.

Não esquecer que a sexualidade é fundamental na vida do casal, sendo um dos principais motivos de divórcio. A maioria das mulheres refere que o que custa é começar mas que depois é fantástico. Em tom de resumo, se é mãe, não se esqueça de si como mulher. Caso contrário, o seu parceiro também vai esquecer a mulher por quem se apaixonou. •

Com a colaboração de Dra. Vânia Morais (Medicina Geral e Familiar)​
Notícias relacionadas