Política de utilização de Cookies em ANF Este website utiliza cookies que asseguram funcionalidades para uma melhor navegação.
Ao continuar a navegar, está a concordar com a utilização de cookies e com os novos termos e condições de privacidade.
Aceitar
17 dezembro 2016
Texto de Gonçalo Arouca (Farmacêutico) Texto de Gonçalo Arouca (Farmacêutico)
Olear a máquina
​​​​​A glucosamina ajuda a manter articulações saudáveis.
O aumento da esperança de vida com mais saúde e independência é perfeitamente alcançável. O envelhecimento activo (classificação da Organização Mundial de Saúde) passa por manter as capacidades físicas de locomoção e movimentos naturais do corpo o mais tempo possível. Estilos de vida saudável, exercício físico e cuidados com a alimentação, aliados a uma suplementação alimentar adequada, ajudam a atingir esse objectivo.
 
A glucosamina é uma substância do grupo dos medicamentos para o tratamento de doenças osteoarticulares, apresentando efeitos benéficos na cartilagem, um dos constituintes naturais necessários para a sua regeneração  (encontra-se no líquido que rodeia as articulações), para além de ter a capacidade de estimular as células que a produzem. Ingerida diariamente, a glucosamina contribui para o abrandamento, e eventual paragem, dos processos degenerativos da cartilagem articular (também designados de artroses) reduzindo sintomas como a dor e limitações da função articular.

Os benefícios da glucosamina não se limitam aos idosos. Estudos provam que, por exemplo, os atletas que fazem esta suplementação apresentam menos risco de degradação das articulações, especialmente em desportos de impacto como o running.

A Dose Diária Recomendada para um adulto é de 1.500mg, que podem ser tomados de uma vez ou repartidos durante o dia, de preferência após a refeição.

Dado que, na maioria dos casos, os suplementos de glucosamina derivam de fonte de mariscos, não é aconselhada a toma a pessoas com hipersensibilidade e reacções alérgicas aos mesmos. Cuidados especiais devem ter os doentes que façam antiagregantes plaquetários, em especial a varfarina, devem consultar o médico ou o farmacêutico antes de decidir tomar este tipo de suplementação.
Notícias relacionadas