Política de utilização de Cookies em ANF Este website utiliza cookies que asseguram funcionalidades para uma melhor navegação.
Ao continuar a navegar, está a concordar com a utilização de cookies e com os novos termos e condições de privacidade.
Aceitar
2 agosto 2017
Texto de Irina Fernandes Fotografia de Miguel Ribeiro Fernandes e Filipe Farinha (Portimão) Fotografia de Miguel Ribeiro Fernandes e Filipe Farinha (Portimão) Texto de Irina Fernandes
O peso certo

​​​​​​​A primeira consulta da Margarida

Tags
Revista Saúda #22 Bebés Saúda Bebé Margarida
São João da Madeira. Centro Médico da Praça, 16h00. Ana Gonçalves ajeita os cabelos, assopra-se, abana a blusa. Fá-lo uma e outra vez. A poucos minutos de entrar para o consultório, onde a aguarda a pediatra Filipa Leite, Ana está visivelmente ansiosa. Há vários dias que o seu coração de mãe não descansa, o peso de Margarida é o motivo da preocupação e do nervosismo.

Deitada em cima da balança como veio ao mundo, Margarida traz a boa-nova à família: com um mês de vida, pesa agora 3.080 kg. «O peso é excelente. Não há porque ter dúvidas. Está tudo a correr muito bem para uma bebé que nasceu com 33 semanas», elogia a pediatra Filipa Leite.

Durante a amamentação, Margarida costuma «engasgar-se muito». Ana pede, por isso, aconselhamento. «Ela é muito sôfrega. Tem de tentar posicioná-la mais elevada ou mais deitada. Há mães que experimentam amamentar numa posição mais deitada e, aí, os bebés costumam ficar melhor. A Margarida tem aumentado muito de peso e isso significa que tem mamado muito», frisa a especialista, também responsável pelo acompanhamento do primeiro filho do casal, Daniel, de dois anos e meio.

Com nota excelente em matéria de crescimento, Margarida trouxe nova alegria e agitação à vida de Daniel e Ana. Os pais, orgulhosos, descrevem-na como uma bebé de poucos trabalhos. «Não é tão tranquila como o irmão, mas é muito fácil de cuidar», elogia Daniel.

Mãe de segunda viagem, Ana solta o sorriso largo que a caracteriza e faz uma confissão: «Tem sido trabalhoso cuidar dos dois, mas não é muito difícil. Pensava que ia ser pior. Bom, ainda só passou um mês…».  ​
Notícias relacionadas