Política de utilização de Cookies em ANF Este website utiliza cookies que asseguram funcionalidades para uma melhor navegação.
Ao continuar a navegar, está a concordar com a utilização de cookies e com os novos termos e condições de privacidade.
Aceitar
19 novembro 2016
Texto de Manuela Moura Guedes Fotografia de Pedro Loureiro Fotografia de Pedro Loureiro Texto de Manuela Moura Guedes
Lanches para as primas e amigas

​​​​​​​Ana Guedes Rodrigues recorda a infância com carinho. Foram tempos de alegria e diversão, excepto para uma pessoa: o seu pai.

​A diferença de oito anos para a irmã mais nova fez com que Ana Guedes, em criança, brincasse sobretudo com as primas. Mas do que ela gostava mesmo era de ter a casa cheia não só de primas e primos como de amigas e amigos para a brincadeira e a quem fazia questão de oferecer principescos lanches de bolinhos e bolachas do mais completo e variado que havia. É claro que quem pagava literalmente a brincadeira e a boa hospitalidade da Ana era o pai quando ia ao supermercado. Queixava-se ele de que os carrinhos das compras esvaziavam-se a uma tal velocidade lá em casa que era preciso ganhar muito bem para poder dar vazão aos lanchinhos da Ana. ​​

Notícias relacionadas