Política de utilização de Cookies em Revista Saúda Este website utiliza cookies que asseguram funcionalidades para uma melhor navegação.
Ao continuar a navegar, está a concordar com a utilização de cookies e com os novos termos e condições de privacidade.
Aceitar
22 julho 2016
Texto de Maria Jorge Costa Texto de Maria Jorge Costa Fotografia de Ricardo Nascimento Fotografia de Ricardo Nascimento

Fugir às filas nas férias

​​​​​​​Teresa tem um colégio no Algarve e nas férias mantém algumas obrigações. Com a app das Farmácias Portuguesas encomenda da praia o que precisa para a creche.​

Teresa vive e trabalha no Algarve há 20 anos. Acompanhou o marido quando este recebeu uma proposta de emprego em Vilamoura. Com uma filha pequena e outra a caminho, decidiu ficar em casa uns tempos, até que Margarida fez três anos e foi para a creche. Teresa começo​u então a procurar trabalho.

​Seguindo a paixão, a formação e o dom natural para cuidar de crianças, abriu primeiro, em 2000, um ATL, e quando se sentiu mais segura avançou para um colégio.​

O Colégio Origami, em Quarteira, abriu há nove anos, foi reconhecido como IPSS em 2009 e conseguiu o acordo de cooperação com a Segurança Social em 2015. Tem 61 crianças, desde os seis meses até aos cinco anos.

A família começou por viver junto à praia da Falésia, nas Açoteias, e mais tarde mudou-se para Ferreiras, mas o médico assistente, o pediatra, o alergologista e a farmácia mantiveram-se os mesmos, na zona de Vilamoura.

Com duas filhas pequenas,as idas à farmácia “de sempre” são normais, assim como as deslocações fora de horas às que calham estar de serviço. No colégio surgem igualmente imprevistos e os cuidados de saúde são levados a sério. Por isso mesmo, as visitas à farmácia fazem parte da rotina desta  mãe empreendedora.

Mas o tempo não chega para tudo. Com um ritmo de vida semelhante ao da maioria das mulheres, para Teresa o trabalho não termina quando fecha a porta do colégio ao final do dia. Ainda vai fazer o jantar, correr com a filha e o Kiko (um labrador de dois anos e que só quer brincar), fazer as compras no supermercado, pagar contas... E quando o ritmo da casa sossega, ainda aproveita para adiantar burocracias urgentes. Só as urgentes!

O telemóvel está sempre ligado e feliz, ou infelizmente, tem acesso ao mundo das aplicações, através das quais muitas coisas se resolvem, antecipam e organizam. Uma delas é precisamente a reserva de medicamentos para a família e para o colégio, através da app das Farmácias Portuguesas. Mesmo em férias, Teresa é quem trata das reservas da creche na farmácia, dos produtos  de puericultura, dos cremes solares e das loções.

O Algarve tem uma população sazonal que mais do que quadruplica nos meses de Verão. O congestionamento e as filas não acontecem apenas no trânsito. Sair da praia, procurar a farmácia de serviço e esperar na fila para ser atendido é um cenário que quase todos já vivemos. Agora essa urgência está facilitada.​​
Notícias relacionadas